Mancha “rara” surge na superfície do Sol

Uma mancha solar maior que a Terra surgiu ontem e, em tempos de atividade solar em mínimos históricos, é caso para celebrar.

A AR2699 é, na realidade, uma ocorrência rara numa altura em que rápidamente nos aproximamos do “intervalo” entre os ciclos solares 24 e 25 caraterizado por extensos periódos de poucos ou nenhuns sinais externos de atividade magnética solar.

ar2699
Créditos da imagem: http://www.spaceweather.com

A mancha, na realidade uma anomalia magnética que preconiza intense atividade no centro do astro, é descrita como contendo um “core” ou massa central maior que a Terra.

É ainda caraterizada por um fenómeno denominado de condensação magnética, que se estende ao longo de 75,000 km da superfície do Sol. Por enquanto ainda não se notaram quaisquer indícios de erupções solares.

Graças às suas proporções, a AR2699 é um “alvo” fácil de observar por astrónomos amadores munidos de telescópios solares.

Para os entusiastas rádio, a atividade solar e, em particular, as manchas, são tema de grande importância, pois há um impacto direto destes fenómenos nas condições de propagação de ondas de rádio, particularmente no espectro das ondas curtas.

Contudo, o fenómeno é cíclico e caraterizado por um máximo de atividade, ou picos, que  ocorrem a cada 11 anos. Atualmente, estamos no período mínimo, entre os ciclos 24 e 25.

 

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.